22 homicídios são registrados em Camaçari durante mês de novembro


Mais uma vez o número de homicídios voltou a subir em Camaçari com relação ao mês anterior, de acordo com os registros da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Em outubro, 19 pessoas foram mortas e em novembro, 22, três a mais. Entre as vítimas, 21 foram homens com idades entre 15 e 59 anos. Uma vítima foi mulher. A sede teve 14 mortes e a orla, oito.

Já no primeiro dia do mês, o corpo do jovem Miquéias da Silva, de 19 anos foi encontrado próximo ao estádio Armando Oliveira. Segundo o pai da vítima, o jovem foi retirado de casa durante a madrugada por quatro homens armados, que chegaram a algemar Miquéias antes de levá-lo.

A única vítima do gênero feminino foi Maria São Pedro da Silva Santos, de 65, morta, segundo informações, em uma tentativa de assalto no Phoc II, no dia 04. Maria chegou a ser socorrida e ficou internada no Hospital Geral de Camaçari (HGC) à espera de transferência. No dia 11, o estado de saúde se agravou e a idosa morreu na unidade hospitalar.

No último fim de semana, cinco pessoas foram assassinadas em Camaçari. No sábado (26), o líder comunitário, Lourival Viana Lucino, de 59 anos, conhecido como ‘Capivara’, foi morto dentro da própria residência na Fazenda Capivara, em Vila de Abrantes. No mesmo dia, José Carlos Gonçalves dos Santos, de 41 anos, morreu, segundo informações, vítima de disparos de arma de fogo na Rua do Coqueiro, no Parque Real Serra Verde. José Carlos chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no Hospital Geral de Camaçari (HGC).

Já no domingo (27), o adolescente identificado pelas iniciais G.dos S.S., de 16 anos, foi morto na Rua da Bíblia, no bairro Parque Verde I. Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Monte Gordo, um homem não identificado morreu após ter sido ferido na localidade conhecida como Areal. Ainda no distrito de Monte Gordo, Ebson Galvão Souza, 27 anos, foi morto a tiros no Beco da Cebola. De acordo com populares, ele passava de bicicleta pelo local, quando foi baleado.

Por: CN