Caetano descarta nome de esposa para prefeitura de Camaçari: “Sou pré-candidato e ponto”


O ex-deputado federal Luiz Caetano (PT) afastou os rumores de que lançará sua esposa Ivoneide Souza como pré-candidata à prefeitura de Camaçari em 2020.

O petista teve a diplomação para deputado federal anulada e foi considerado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 2030, mas sonha em contornar o revés jurídico-político no Supremo Tribunal Federal (STF) a tempo de disputar a prefeitura de Camaçari no próximo ano.

“Estou focado em reaver meu mandato, até porque não cometi crime nenhum. Sou pré-candidato a prefeito pelo PT. Não posso e não vou fazer isso nunca, de me enfraquecer colocando outros nomes, sabendo que eu vou ganhar e estou bem nas pesquisas internas aqui. Sou pré-candidato e ponto”.

Luiz Caetano foi condenado por improbidade administrativa pela 1º Vara da Fazenda Pública de Camaçari em 2014 por irregularidades na contratação da Fundação Amiga (Fhunami) quando era prefeito de Camaçari.

Caetano afirmou que tem mais cinco recursos a fazer contra a sentença do TSE. “Eu vou ganhar no STF, isso não é problema. Tenho tempo de ganhar essa batalha”.

O petista diz que costura alianças com uma frente formada pelo PSD, PCdoB, PP, Podemos e PSB. “O DEM está destruindo a cidade”, acusa.

Em fevereiro, o ex-deputado Bira Coroa colocou o nome como alternativa do PT diante do impedimento eleitoral de Luiz Caetano.