Camaçari: filho é suspeito de matar pai e mãe com golpes de facão; ateou fogo na casa com os corpos dentro


Um homem de 22 anos foi preso em flagrante suspeito assassinar seus pais com golpes de facão e atear fogo na casa com os corpos dentro de casa na última segunda-feira (01/07) na Rua da Viola, na localidade de Coqueiro de Arembepe, em Camaçari, na região metropolitana de Salvador (RMS).

Foto: Evandro Correio

Os corpos do policial militar da reserva Rinaldo César Bezerra, 62 anos, e da mulher dele, Raimunda da Conceição Souza, 45, com diversos golpes de facão em várias partes do corpos, foram encontrados amarrados com um edredom em uma casa em um local de uma região de chácaras e sítios e difícil acesso por conta de alguns trechos de mata fechada e estrada de barro.

De acordo com informações policiais, Marcos Vitor Souza Bezerra, 22, que de acordo com as investigações, é usuário de drogas é o principal suspeitos de assassinar o casal.

Marcos foi preso em flagrante pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Agentes da unidade foram acionados ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde ele deu entrada na noite de segunda.

Ao saber do caso, moradores da Chapada do Rio Vermelho espancaram Marcos, que fugiu para o local logo após o crime. Ele foi atacado por uma multidão e salvo por uma guarnição da Polícia Militar.

O caso é investigado pela 26ª Delegacia (Vila de Abrantes). “Ainda estamos apurando. Não temos muitas respostas, a exemplo sobre a motivação do crime e como os moradores dela Chapada souberam do crime”, declarou a delegada.

Ateou fogo na casa

Peritos do Departamento de Polícia técnica (DPT) encontraram uma vasilha de álcool e um galão de gasolina. “Provavelmente usados para pôr fogo na casa, mas só a perícia dizer. Temos ainda que ouvir o rapaz ainda que está internado”, declarou a delegada.

A gente estranhou a fumaça que saia do telhado da casa e acionamos o Corpo de Bombeiros. Quando um dos bombeiros tentou pular o muro, avisamos que na casa tem um pitbull, mas o animal estava preso e inquieto”, contou um vizinho entrevistado pelo CORREIO na manhã desta terça-feira (2).

 

Com informações do Correio.