Câmara de Simões Filho realizará sessão especial em homenagem à canonização de Irmã Dulce


As Comissões Permanentes de Justiça e Finanças da Câmara Municipal reuniram-se na tarde desta quarta-feira (11), e analisaram o Requerimento nº 001/2019, de autoria do vereador Vel Silva (PRP), que propõe uma Sessão Especial em homenagem à canonização da Santa Irmã Dulce dos Pobres.

Foto:reprodução

Na reunião, ficou decidido entre os pares que a Sessão Especial está marcada para acontecer no dia 15 de outubro de 2019, às 14h, no Plenário do Legislativo Municipal em Simões Filho onde deve contar com a presença de autoridades, vereadores e líderes católicos.

De acordo com o vereador, é “importante conhecer a história da saudosa e sempre eterna Irmã Dulce, o que ela fez e seus feitos, em vida, que justificam, inclusive, a canonização pelo conjunto da obra, como uma decisão louvável da Igreja Católica”.

“Por toda grandiosidade da história de Irmã Dulce, por sua trajetória em prol do amor, solidariedade, justiça social e, principalmente, pela sua canonização, bem como, por ser a primeira mulher nascida no Brasil a se tornar santa, faz-se necessária à realização desta importantíssima Sessão Especial em sua homenagem”, propõe Vel.

Na mesma reunião, os vereadores trataram do Projeto de Lei nº 021/2019, de autoria do Legislativo, que contempla todas as religiões professadas no município de Simões Filho, pelo “entendimento de que o Brasil é um país laico, ou seja, as suas regras, leis e instituições públicas não podem ser estabelecidas com base em determinada religião ou credo. Todas as religiões devem ser respeitadas, dentre as crenças e particularidades”. O PL recebeu emenda aprovada por unanimidade e deve entrar na pauta da 24ª sessão ordinária, na próxima terça-feira (17).

Participaram da reunião das duas Comissões Permanentes da Casa, o presidente da Câmara, Orlando de Amadeu (PSDB), Arnoldo Simões (PRB), Canjirana (PSL), Cleiton Bolly Bolly (SD), Elimário Lima (PSDB), Genivaldo Lima (DEM), Jailson ‘Jajai’ (PP), Laécio Valentim (PSB), Luciano Almeida (MDB), Manoel Carteiro (PSB) e Vel Silva (PRP), além da Procuradoria Jurídica do Legislativo.