Caso Shopping Paralela: assessoria de imprensa divulga nota de esclarecimento


Foto: reprodução.

 

Após os últimos ocorridos no Shopping Paralela, em Salvador, o Ministério Público da Bahia (MPBA), recomendou, nesta terça-feira (26), a paralisação das obras do shopping em caráter de urgência.

No documento, o MP orienta que sejam suspensas as atividades nas áreas de risco do shopping com isolamento “até que sejam demonstradas a segurança e a viabilidade dos locais”. Segundo o Ministério Público, a promotora responsável pelo documento, Joseane Suzart, levou em consideração o estado do local, considerado irregular. Foram apontadas rachaduras e ondulações no teto e pisos, que podem colocar em risco a segurança dos consumidores.

O MP também apontou a repercussão do caso como motivo. A recomendação foi encaminhada à Unime, à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e à Defesa Civil Municipal (Codesal).

Em nota divulgada também na tarde desta terça-feira (26), a Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom), afirma que durante vistoria conjunta, foi constatado que não há risco na estrutura do shopping. A avaliação foi feita pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Defesa Civil (Codesal) e o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea).

Ainda de acordo com a Secom, o shopping enviou laudo técnico à Codesal, para avaliação. O laudo informa que não se constatou na estrutura, irregularidade que possa colocar em risco os clientes. Sobre a ondulação do piso do estacionamento G2, o Shopping Paralela informou à Sedur que dará início as correções determinadas pela Prefeitura. Caso a solicitação não seja cumprida, a àrea será interditada.

Após a repercussão do caso, a assessoria de imprensa do shopping emitiu um comunicado oficial para a imprensa, na noite desta terça-feira (26). Confira abaixo:

 

COMUNICADO À IMPRENSA

 

Seguindo a nossa política de transparência e em respeito aos nossos clientes, lojistas e colaboradores, gostaríamos de esclarecer abaixo alguns fatos e matérias veiculadas na imprensa, nos últimos dias.

Para atender às demandas dos órgãos responsáveis pela fiscalização (SEDUR, CREA-BA e CODESAL) das estruturas do nosso estacionamento, disponibilizamos um novo laudo técnico assinado pelo engenheiro civil estruturalista, João Gabriel Silva (CREA – RJ 0-1-225227-1), onde consta que: “tanto na situação encontrada em 2017 quanto na atual de 22/02/2019, que não há recalque de pilares estando os mesmos sobre fundação profunda. Demonstrando de forma nítida que qualquer deformidade sofrida pelo piso G2 não afeta as demais partes da estrutura”.

Em relação à notificação enviada pela SEDUR no dia 15/02/2019, após sua vistoria no empreendimento, informamos que cumprimos a exigência de entrega do laudo atualizado no dia 25/02/2019. Também recebemos o órgão em suas 3 visitas no shopping nos dias 21, 25 e 26 de fevereiro de 2019. Ressaltamos que em todas essas datas foi confirmado que não há risco estrutural no empreendimento proveniente das ondulações do piso do G2.

Sobre a notificação da CODESAL nº 121912, recebida em 15/02/2019, após a vistoria do órgão no shopping, também informamos que protocolamos o novo laudo supracitado no dia 26/02/2019 às 15:50h, reafirmando que as ondulações do piso G2 não apresentam risco à estabilidade do empreendimento. A CODESAL também foi recebida pela administração, 4 vezes nos respectivos dias 18, 19, 25 e 26 de fevereiro de 2019. Nessa última data, o CREA-BA presente na vistoria técnica realizada.

Diante de tudo isso, reforçamos que todas as solicitações feitas pela SEDUR, CODESAL e CREA-BA foram atendidas e buscamos, primeiramente, esclarecer os fatos com os órgãos competentes, reafirmando o nosso comprometimento com a segurança de todos.

Reconhecemos que as ondulações do G2 afetam essa percepção de segurança e conforto aos usuários, por isso, nos comprometemos em realizar prontamente as intervenções de nivelamento do piso, conforme exigido pela SEDUR, CODESAL e CREA-BA, ressaltando que as ondulações do piso do estacionamento não oferecem risco à estrutura do shopping.

Lamentamos profundamente termos sido alvo de infundadas informações sobre a condição estrutural do empreendimento e reforçamos, mais uma vez, que sempre prezamos pela segurança de nossos clientes, lojistas e colaboradores.

Seguimos comprometidos com nosso plano de investimentos na renovação, modernização e ampliação de nossa estrutura, de nosso mix de lojas e de serviços.

Continuamos à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários sobre o assunto.

Fonte: Aratu Online