Chá verde Para que realmente serve? saiba tudo


Chá verde

O chá verde é surpreendente que uma bebida tão acessível, saborosa e fácil de preparar passa produzir efeitos positivos no corpo e, ao mesmo tempo, proporcionar uma sensação tão reconfortante.

O chá verde é para nós uma descoberta antiga, companheira de momentos agradáveis ​​que nos conquistam gole a gole, mas no Oriente é uma das fibras que tece a vida, intimamente ligada aos homens por quase 5.000 anos, e uma parte Importante da sua cultura.

Os principais países produtores de chá são China e Índia, bem à frente do Sri Lanka, Quênia, Indonésia, Turquia e Japão. Menos de dez países fazem chá verde, com a China na liderança.

O caso japonês é curioso porque ocupa o segundo lugar, mas apenas exporta 2%, principalmente para os Estados Unidos, e até importações de outros países para atender a sua demanda notável.

Propriedades do chá verde

Como uma bebida não açucarada, carece de calorias e não contém proteínas, gorduras ou carboidratos. Sua riqueza é estimada na forma de vitaminas, como A, C e E, parte do complexo B, e oligoelementos como manganês (1,5 mg por xícara), flúor, zinco e cobre, o que contribui em pequenas quantidades, uma vez que xícara é preparada com apenas 2 g de folhas secas.

PODEROSO ANTIOXIDANTE

Mas, acima de tudo, em um grupo de substâncias com uma extraordinária capacidade antioxidante que atrai cada vez mais atenção em estudos científicos: os polifenóis, também presentes em frutas e vegetais, embora em menor quantidade. Isso acontece principalmente com um tipo de polifenóis chamados catequinas, responsáveis ​​por seu poder protetor.

As catequinas são os polifenóis ou taninos responsáveis ​​pelo seu sabor genuíno e pelo poder protetor do chá verde. Um deles, o EGCG ou epigalocatequina-3-galato, é muito ativo.

O EGCG é uma substância 20 vezes mais antioxidante que a vitamina E e 100 vezes mais que a vitamina C, sendo eficaz na prevenção de certos tipos de câncer e na manutenção da boa saúde cardiovascular.

Relacionado:

Beber chá verde três vezes por semana melhora a saúde do coração

UM ESTIMULANTE LEVE

A contribuição da cafeína ou da teína de uma xícara de chá verde pode ser metade da do chá preto, a terceira parte da bebida de cola e a oitava da bebida do café, mas ainda deve ser tomada com moderação.

Matcha (pó de chá verde japonês) é a apresentação com o maior conteúdo de cafeína (e também antioxidantes).

Benefícios para a saúde do chá verde

A pesquisa mais recente indica que várias xícaras por dia têm um efeito preventivo a longo prazo em várias doenças.

MELHORA O FUNCIONAMENTO DO CÉREBRO

O chá verde favorece a atenção e aprimora suas habilidades intelectuais. Isso ocorre devido às propriedades da cafeína, que no chá é acompanhada de l-teanina e não causa o nervosismo irritante de um café expresso.

E não apenas melhora o funcionamento do cérebro, como também evita sua degeneração e o desenvolvimento de doenças neurológicas, como Parkinson e Alzheimer.

PROMOVE A COMBUSTÃO DE GORDURAS

Os compostos do chá verde estimulam o metabolismo (17% a mais) e favorecem que as gorduras sejam transformadas em calorias. É por isso que o chá verde geralmente está presente em produtos comerciais para queimar gordura e perder peso.

MELHORE O DESEMPENHO FÍSICO

O efeito no metabolismo implica que o corpo é capaz de obter mais energia (4% a mais) quando precisa, por exemplo, durante uma atividade esportiva intensa (aumenta o rendimento entre 11 e 12%).

REDUZ O RISCO DE CERTOS TIPOS DE CÂNCER

As propriedades antioxidantes do chá verde estão associadas a um menor risco de câncer de mama (20-30% a menos), próstata (48% a menos), colorretal (42% a menos).

PREVINE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

Ataques cardíacos e outras doenças cardiovasculares são a principal causa de morte nos países europeus. O chá verde impede, porque age positivamente sobre os principais fatores de risco: colesterol total, LDL e triglicerídeos.

Chá verde na cozinha

O arbusto do chá tem duas variedades: Cammelia sinensis e Cammelia assamica. Sua colheita é uma das operações mais importantes do processo de elaboração e da qual sua qualidade depende em grande parte.

Existem três tipos básicos de chá: verde, semi-aromatizado e preto. A diferença está na maneira como são processados.

Se você quiser experimentar as folhas de chá verde como ingrediente culinário, cozinhe-as por 20 minutos e elas estarão prontas para serem adicionadas à receita, mas não são nada de especial e também são caras para serem usadas como vegetais. Mesmo assim, as receitas mais coloridas do chá verde são sorvetes, salada de frutas e xaropes, pois seu sabor amargo combina bem com os doces e é mais familiar ao paladar.

COMPRA E CONSERVAÇÃO

Uma vez adquirido, é essencial armazenar o chá em local escuro, fresco e seco, e em um recipiente bem fechado (as latas são ótimas). Caso contrário, perderá seu aroma e sabor, bem como suas propriedades medicinais.

COMO O CHÁ VERDE É PREPARADO

  • A maneira clássica de preparar o chá verde é ferver a água e deixar esfriar por dez minutos, para que a temperatura caia para 70-80 ° C.
  • A água não pode ser da torneira, pois o cloro e outros elementos afetariam seu sabor e propriedades. O mais indicado é o mineral natural pobre em sódio e cálcio.
  • A chaleira é aquecida antes de derramar água nela, para que não reduza drasticamente a temperatura.
  • A dose de chá é de uma colher de chá de nível – cerca de 2 g – por xícara.
  • A maioria das variedades deve descansar por 2 a 3 minutos. Durante esse período, podemos observar como as folhas se desenvolvem e liberar as substâncias benéficas e saborosas que elas contêm.
  • Depois, passa por um filtro (melhor que pano do que metal) e o chá estará pronto. Se desejar, você pode adicionar um pouco de cana ou açúcar de cana (em cristais grandes), embora não seja necessário.