‘Comerciantes de Simões Filho que desrespeitarem decreto poderão ter alvarás cassados’, diz prefeito


Simões Filho
Imagem retirada da Live feita pelo Prefeito

No início da noite desta terça-feira, 24/03, o prefeito de Simões Filho fez uma alerta aos comerciantes da cidade que não respeitarem o decreto que determina o fechamento do comercio como medida de prevenção a proliferação do Coronavírus no município. O aviso foi dado durante uma Live, transmitida pelas redes sociais.

“Os comerciantes que não respeitarem o decreto municipal para manterem os estabelecimentos fechados poderão ter seus alvarás de funcionamento cassados”, disse o prefeito.

Dinha fez questão de enfatizar a importância de respeitar determinação do poder público, “Nós precisamos fechar as atividades comerciais na cidade. Você que é comerciante, é a sua vida e das pessoas que estão em jogo. Você pode ser contaminado e contaminar toda sua família e as pessoas sem perceber”, alertou Dinha.

Ainda de acordo com ele, “caso algum comerciante opte pelo que chamou de irresponsabilidade”, (abertura do estabelecimento), a gestão municipal vai impedir. “Nós vamos adotar medidas radicais, vamos suspender seu alvará de funcionamento, vamos cassar seu alvará e vamos fechar sua loja. Essa é a medida que tomei caso permaneça essa atitude”, pontuou.

O decreto prevê o fechamento do comércio da cidade a partir desta segunda-feira (23), por 15 dias corridos. 

O prefeito salientou ainda que é de suma importância que as pessoas fiquem em casa. “A melhor arma é o isolamento social. Por favor não saia de casa”, alertou Tolentino.

O prefeito revelou ainda que até o momento já recebeu 334 denúncias relacionadas a estabelecimentos abertos, ou seja, que ‘desrespeitaram o decreto municipal’. Ele ainda pediu para a população ficar atenta e denunciar.

Nessa terça (24) a Prefeitura divulgou na sua página oficial o contato para denúncias em casos de estabelecimentos comerciais que estejam descumprindo o Decreto. O município já disponibilizou também contato para Apoio Psicológico. Confira abaixo:

 

Contato para denúncia

 

Contato para apoio psicológico