Consórcio Público de Saúde define gestão da Policlínica Simões Filho


As definições dos valores, regras, critérios de participação financeira na cobertura das dispensas da Policlínica Regional de Simões Filho foram definidos em reunião na noite desta segunda-feira (3) entre os representantes dos municípios que integram o Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região do Metro Recôncavo Norte (MRN). Na pauta das discussões foram definidas também a gestão dos serviços que serão prestados no equipamento e apresentada oficialmente a nova conjuntura de integrantes que irão administrar a unidade.

De acordo com a presidente do Consórcio e prefeita de Lauro de Freitas Moema Gramacho a previsão é de que a Policlínica inicie as atividades em março do ano que vem. O equipamento atenderá a pacientes das cidades de Mata do São João, Conde, Simões Filho, Camaçari, Lauro de Freitas e Dias D’ Ávila. “Serão disponibilizadas mais de 48 mil consultas anuais em 18 especialidades além de exames de alta complexidade, como ressonância magnética”, disse Moema.

Com investimento superior a R$ 17,5 milhões entre obras e equipamentos, a unidade será instalada em um edifício de três pavimentos onde os pacientes terão acesso a uma variedade de especialidades médicas, a exemplo de angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastrenterologia, neurologia, ortopedia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia, mastologia e urologia.

A seleção pública dos profissionais que atuarão na unidade será executada pela Fundação CEFET Bahia.  Os salários chegam a R$ 4.388,32.  São vagas destinadas aos cargos de médico, enfermeiro, psicólogo, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, assessor técnico, técnico em enfermagem, técnico em radiologia e assistente administrativo.