Ex-funcionários do Hospital de Simões Filho voltam a realizar protesto; veja vídeo


Simões Filho
Foto: reprodução de vídeo

Na manhã desta quarta-feira 29, um grupo de ex-funcionários do Hospital de Simões Filho, se reuniu em frente a unidade médica para realizar mais um protesto cobrando o pagamento do salário de dezembro e direitos trabalhistas que não foram pagos pela  empresa terceirizada Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Castro Alves (APMI).

Essa é a segunda vez que o grupo de ex-funcionários realizam manifestação pacífica para reivindicar seus direitos e cobrar providência da Prefeitura Municipal. No último dia 20, eles estiveram na Secretaria de Saúde onde com microfone,faixas e palavra de ordem pediram  a “solução” para o transtorno que vem vivendo desde quando a empresa rompeu contrato com a Prefeitura.

Desta vez, eles estavam vestidos de preto, sinalizando a insatisfação através de cartazes que cobravam que o Prefeito Diógenes Tolentino “cumprisse com a palavra”  e ajudasse a solucionar o caso.

Vale salientar que no último dia 20,  foi realizada uma audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT- BA) na capital baiana. A reunião entre as partes ocorreu  com o objetivo de tentar solucionar o problema da falta de pagamento aos trabalhadores que prestaram serviço a (APMI). A audiência reuniu representantes MPT, da empresa APMI,  da Prefeitura da cidade e uma Comissão de ex-servidores.

Na oportunidade o Prefeito Diógenes Tolentino concedeu entrevista a diversos veículos de comunicação local e disse que “a reunião,  transcorreu de forma favorável, em relação ao planejamento que foi feito, e que desta maneira, o primeiro passo foi dado para que os ex-funcionários recebam o salário do mês de dezembro/2019”, informou o gestor de Simões Filho na ocasião.

Contudo, até o momento o caso continua sem solução e a situação dos demitidos só piora. Uma das manifestantes presente no ato realizado nesta quarta, chegou a dizer que nos últimos dias precisou mudar-se para casa da irmã pois a sua energia foi cortada por falta de pagamento  e sua família vem passando necessidade.

O protesto realizado hoje, teve a cobertura de emissoras de Tv e deve ser veiculado ainda hoje.

 

Veja Vídeo: