Ex-secretário de Candeias terá que devolver salário recebido ilegalmente


Candeias
Foto: Prefeitura de Candeias

 O ex-secretário de Educação de Candeias, cidade da Região Metropolitana de Salvador, Jair Cardoso dos Santos, assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público da Bahia, onde reconhece a gravidade de ter recebido cumulativamente salários como professor do Estado e como secretário de Educação de Candeias.

De acordo com o Portal Candeias Mix, além da cumulação, segundo o inquérito civil IC 87313/2017, Jair colocou outro professor para lecionar no seu lugar no Estado, pago pela Prefeitura de Candeias.

No termo, Jair, além de reconhecer a gravidade da cumulação, aceita devolver a quantia de R$ 121.408,86 em 60 parcelas e o Ministério Público se compromete a encerrar o Inquérito Civil e não ingressar com Ação de Improbidade.

Jair é professor efetivo do Estado e nos anos de 2015 a 2018, exerceu o cargo de Secretário Municipal de Candeias. Ele foi demitido do cargo após recomendação do Ministério Público. A denúncia partiu de um aluno, que procurou a Ouvidoria do Ministério Público e alegou que no lugar de Jair Cardoso lecionar, tinha outro professor e isso estava prejudicando os alunos.