Grávida é agredida por motorista de aplicativo em Salvador


GRÁVIDA
A vítima foi atendida no Hospital Geral do Estado

Na manhã desta segunda-feira (02), uma mulher grávida relatou que foi agredida durante uma viagem por um motorista  de aplicativo. O caso aconteceu no bairro do Barbalho em Salvador.

 A vítima contou aos investigadores do posto policial do Hospital Geral do Estado (HGE), para onde foi socorrida, que recebeu uma cotovelada na barriga e puxões de cabelo após contestar questões referentes a corrida. 

Segundo a gestante, a confusão começou quando o motorista pegou um caminho diferente do que havia sido estabelecido pelo aplicativo. Na rota original, a corrida custaria R$ 13,30, mas com o novo roteiro ela acabou custando R$ 20. A mulher contou que questionou o motorista sobre ele ter mudado a rota, e ele não gostou.

Segundo ela, durante a discussão, o motorista deu uma cotovelada na barriga dela e puxou os cabelos da jovem. Ainda segundo o relato da grávida, a agressão terminou apenas quando outro homem que passava pelo local interferiu e ajudou a mulher a sair do veículo. O homem pagou pela corrida, e o motorista, identificado apenas como Klécio, seguiu no Cobalt sem prestar assistência à vítima.

A mulher contou ainda, que estava preocupada porque a gestação é de alto risco. Contudo, o atual estado de saúde dela e do bebê não foi divulgado.

Em nota, a 99 informou que tomou conhecimento do caso e expulsou o motorista do aplicativo. A empresa disse também que mobilizou uma equipe para entrar em contato com a vítima e oferecer acolhimento e suporte necessários. A assessoria disse também que está disponível para colaborar com as investigações da polícia.