INSS: reajuste anual de benefícios acontece nesta sexta-feira (10)


(divulgação)

O reajuste anual para benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) acima do salário mínimo está previsto para esta sexta-feira (10). Ao todo, são 11,7 milhões de aposentados e pensionistas, conforme estimativa do órgão. As informações são do Portal Metrópoles.

Ainda de acordo com o portal, nesta sexta-feira também o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga os números do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulado de janeiro a dezembro do ano passado.

Essa alteração, no entanto, vale apenas para benefícios do maiores do que o salário mínimo. O piso nacional, de R$ 1.039, foi divulgado em início deste ano em Medida Provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O piso dos benefícios pagos pelo INSS tem o mesmo valor do salário mínimo. Assim, o segurado deve receber, no mínimo, R$ 1.039 no caso de aposentadoria, pensão e auxílio-doença.

Para ter direito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), o governo exige, entre outros pontos, uma renda mensal de até 25% do salário mínimo. A exigência, portanto, sobe de R$ 249,50 para R$ 259,75.

 

 Como acessar os serviços do INSS pela internet

A Central de Serviços Meu INSS é uma ferramenta criada para facilitar a vida dos segurados. O Meu INSS é acessível por meio de computador ou celular. A ferramenta permite fazer agendamentos, solicitar benefícios, serviços e realizar consultas. O segurado acessa e acompanha todas as informações da sua vida laboral (ou seja, sua história de trabalho) como dados sobre contribuições previdenciárias, empregadores e períodos trabalhados.

Para utilizar esses serviços é necessário se cadastrar e obter senha no próprio site. Em caso de dúvida, é possível ligar para o telefone 135.

Cadastro

Para fazer o cadastro no Meu INSS, é preciso CPF, nome completo, data e local de nascimento e nome da mãe para gerar um código de acesso provisório. Depois, o segurado deve fazer login, com a senha provisória.

Logo em seguida, aparecerá mensagem para que o cidadão crie sua própria senha, que deve ser: alfanumérica,  (Exemplo: Seguranca1).

O cadastro no Meu INSS pode ser feito pelo próprio aplicativo ou pelo site das seguintes instituições financeiras: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú, Mercantil do Brasil, Santander, Sicoob e Sicredi.