Motorista de aplicativo é assassinado em Salvador; veja vídeo


motorista
Foto Enviada por leitor

Um motorista de aplicativo foi morto ao ser baleado por dois homens suspeitos de assalto na Rua da Indonésia, em Pirajá, na manhã desta quinta-feira (14) em Salvador.

 A policia interceptou os suspeitos e houve troca de tiro, na tentativa de fuga os dois homens acusados de assalto foram baleados.

De acordo com a polícia  o motorista do aplicativo identificado como Neidson da Silva morreu no local e os dois suspeitos do assalto foram feridos e socorridos para o Hospital Roberto Santos. Horas depois a Polícia informou que um deles veio a óbito no hospital.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e da Transalvador estiveram no local. O trânsito ficou lento na região e uma das pistas foi interditada. Os agentes da Departamento de Polícia Técnica (DPT) removeram o corpo da vítima e encaminhou para o Instituto Médico Nina Rodrigues. 

No primeiro momento houve a informação que o motorista havia sido assassinado durante uma troca de tiros entre os policiais e os supostos assaltantes. Hora depois um vídeo de uma câmera de segurança instalada próximo ao local onde o caso aconteceu revelou detalhes sobre o fato e mostrou que mesmo já caído ao solo o motorista ainda foi atingido por pelo menos três tiros disparados por um dos suspeitos.

 

O que diz a PRF sobre o caso

A PRF emitiu uma nota sobre o caso e informou que uma equipe de policiais rodoviários federais  se deslocavam da Sede da corporação, em Pirajá, para iniciar o serviço e se depararam com barulho de tiros. 

Ainda segundo relata a nota, policiais se deslocaram para verificar a ocorrência e, ao chegar ao local, viram um homem com uma arma na mão que acabava de tentar assaltar o motorista, houve troca de tiros com os PRFs. e os suspeitos foram baleados. Após o confronto, os policias acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e fizeram o socorro aos suspeito, que foram levados para o hospital.

 

Veja vídeo do caso:

*Matéria atualizada após divulgação do vídeo que mostrou como o caso ocorreu.