Polícia acredita que assassinato de Binho do Quilombo tenha sido um ‘acerto de contas’


A morte de Fávio Gabriel Pacífico dos Santos, o Binho do Quilombo, chocou a comunidade quilombola de Pitanga dos Palmares, em Simões Filho, nesta terça-feira (19/09). Responsável por investigar o caso, a 22ª Delegacia Distrital (DT) informou que a vítima vinha sofrendo ameaças e registrou um boletim de ocorrência há alguns dias.

Para a polícia, o crime seria uma resposta pela postura de Binho dentro do bairro. Ele lutava contra ilegalidades e outras ações que pudessem prejudicar a comunidade.

Binho morreu dentro de seu carro (Foto: Fala Simões Filho)

 

O crime, segundo a polícia, aconteceu por volta das 9 horas desta terça-feira. Binho saía de sua residência e estava em seu carro com destino a um velório que acontecia em Mapele. Ao deixar a residência, um indivíduo em um outro veículo o seguiu e efetuou 14 disparos, atingindo Flávio em várias partes do corpo.

A Polícia Civil vai usar imagens das câmeras localizadas em pontos da rua onde aconteceu o crime para chegar ao autor do crime. Para os investigadores, o homicídio tem características de um “acerto de contas”, pois o assassino não cometeu nenhum roubo.