Polícia prende grupo que roubava motoristas de aplicativos


Uma quadrilha que atuava com roubo a motoristas de aplicativo e populares foi capturada na quarta-feira (12), por equipes da Operação Apolo e 18º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Centro Histórico), no bairro da Saúde, em Salvador. As informações são da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA)

As equipes chegaram até Anderson Messias Onório, 20 anos, Breno Moraes dos Santos Perpétuo, 22, Uevert Santana de Jesus, 26, Vitor de Jesus, 22, e Carlos Victor Nunes, 22, – todos com passagem pela polícia por roubo e tráfico –, depois de encontrarem, em um estacionamento privado, situado na região da Barroquinha, o veículo modelo Ford KA, placa PYH 7764 Aracaju/SE, com restrição de roubo.

“Há umas duas semanas também havíamos encontrado no mesmo local dois carros abandonados. Depois desses casos e informes, a Apolo, junto com nossa equipe, passou a monitorar alguns indivíduos suspeitos. Ontem com ajuda de imagens de câmeras de segurança localizamos o grupo com mais um carro e diversos materiais roubados”, contou o comandante do 18º BPM, tenente-coronel Carlos César Albuquerque.

Grupo roubava motoristas de aplicativo
Grupo roubava motoristas de aplicativo

Ainda conforme a SSP-BA, também foram recuperados e apreendidos com o grupo uma maleta com equipamento para clareamento a laser, 41 cartões de crédito, 10 chaves de carros, 38 documentos pessoais, uma televisão, relógios, um notebook, seis aparelhos celulares, dois revólveres, máquina de cartão, munições, cocaína, maconha, pinos para embalar drogas e balanças.

“Ainda há outros integrantes dessa quadrilha, perigosa por sinal, mas já identificamos todos eles. Cada um tinha uma função nos crimes. Enquanto um chamava o motorista via aplicativo, outro aguardava no local para anunciar o assalto”, contou a diretora do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) da Polícia Civil, delegada Maria Selma Pereira Lima.

O bando, que praticava assaltos a motoristas de aplicativo, foi autuado por organização criminosa, roubo qualificado e tráfico de drogas, assim como todo material apreendido, foram encaminhados ao DCCP.