Prefeituras de Camaçari e Alagoinhas cancelam shows de Devinho Novaes no São João


As Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Governo (Segov), por meio da Coordenação de Eventos, informa que o show do cantor Devinho Novaes, que constava na grade da programação do Camaforró 2019, está cancelado. No lugar do artista, outra banda se apresentará no dia 22 e a programação do Camaforró segue sem prejuízo.

Foto: reprodução

A Prefeitura repudia qualquer situação de violência e incentiva que mulheres que passam por essa situação denunciem seus agressores. Em Camaçari, a Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (DEAM), fica localizada na Rua Delegado Clayton Leão Chaves – Centro. Outro canal para atendimento é o Disque Denúncia, através do número 180. A violência contra a mulher é crime e deve ser denunciada!

A organização da festa, que acontece nos dias 21, 22 e 23 de junho, continua com shows de Simone e Simaria, Marcos e Belutti, Calcinha Preta, Magníficos, Lambassaia, Unha Pintada, Adelmário Coelho, Amado Batista, entre outros.

A prefeitura de Alagoinhas também decidiu rescindir o contrato com o cantor que estaria entre o rol de atrações da festa de São João da cidade. Segundo a publicação, o secretário municipal de Governo, Gustavo Carmo, afirmou que o prefeito lamenta os fatos, que não compactua com agressões as mulheres e que a decisão é irrevogável.

Entenda o Caso

Utilizando a rede social, em seu perfil do Instagram, através do stories, a ex-namorada do artista compartilhou prints que mostram conversas entre ela e Devinho e chegou a postar uma foto em que aparece machucada. “Eu estava operada e ele rasgou minha roupa e chutou meus seios que ainda estavam com pontos”, escreveu.

Em outro trecho da conversa, Aylle afirma que o cantor tem dívidas com seu pai e chegou a mostrar uma foto em que um homem, supostamente o cantor, aparece armado. Em seu perfil, Devinho apenas debochou das acusações e até o momento não fez nenhum pronunciamento.