Rui Costa diz que Bolsonaro parece ter receio do caso Adriano e avisa que celulares do miliciano foram para o Rio de Janeiro


“O material foi todo enviado ao Rio de Janeiro, usando os meios legais, e quem irá apurar isso é o Ministério Público do Rio”, disse o governador da Bahia.

O governador Rui Costa, da Bahia, voltou a se manifestar sobre a morte do miliciano Adriano da Nóbrega e disse que Jair Bolsonaro parece ter medo do desfecho das investigações. “Talvez seja um problema tão grave, que ele deve acordar, almoçar, jantar e dormir pensando 24 horas nisso. É como se ele tivesse com receio de alguma coisa ser descoberta”.

Relacionado:

“Se não vai ajudar, pelo menos me deixe trabalhar em paz”, escreveu Rui Costa

‘Poderiam forjar mensagens’, diz Bolsonaro sobre celular de miliciano

O governador da Bahia também falou sobre os aparelhos celulares apreendidos com Adriano da Nóbrega. “O material foi todo enviado ao Rio de Janeiro, usando os meios legais, e quem irá apurar isso é o Ministério Público do Rio”, afirmou, em entrevista ao jornalista Caio Sartori, do jornal Estado de S. Paulo.