Salvador: rodoviários rejeitam proposta e greve pode ser anunciada


Após assembléia realizada pelo Sindicato dos Rodoviários da Bahia na manhã desta quinta-feira (25), o clima é de impasse entre a categoria e empresários. De acordo com o sindicato, caso os patrões continuem sem apresentar uma proposta mais interessante, a greve pode ser decretada a qualquer momento, em Salvador.

O diretor do sindicato, Daniel Mota conta que “Terminou e a assembleia rejeitou a contra proposta de acordo. Agora o próximo passo é se mobilizar e tentar abrir um caminho para o diálogo… a greve vai ser uma construção. É uma possibilidade. Amanhã eles podem chamar e dizer que não vão dar mais 2,7, vou dar mais x e retirar o domingo. Tudo pode mudar. Vamos aguardar. Vamos ter uma passeata hoje”, contou.

Logo mais, às 15h haverá uma nova assembléia na quadra dos bancários. Os rodoviários pedem 8% de reajuste salarial, mas os empresários ofereceram apenas 2,7% de reajuste. Durante entrevista à Record Tv, o diretor do sindicado, Fábio Primo, disse que a proposta feita pelos empresários é inaceitável e a greve inevitável:

“2,7 certamente teremos greve por tempo indeterminado. É quase a metade da inflação do momento. A gente espera que os empresários repasse o que é direito dos trabalhadores. Não vamos aceitar de fato nenhum esses 2,7 que foi oferecido pelos empresários”, pontuou.