Setor calçadista deve gerar mais de dois mil novos empregos na Bahia


O setor calçadista está em expansão na Bahia. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), nos últimos quatro anos foram implantadas 25 novas empresas do segmento, com investimentos de R$ 90,6 milhões e a geração de 10,2 mil empregos diretos. E a perspectiva é ainda mais animadora.

Foto: reprodução

Somente esta semana o setor calçadista teve duas boas novas. Na última segunda-feira entrou em operação uma nova fábrica do grupo Suzana Santos no município de Itapetinga. A unidade recebeu investimentos de quatro milhões de reais e vai gerar cerca de trezentos empregos na fase inicial.

Na quarta-feira a indústria de calçados Minas Bahia assinou protocolo de intenções com o governo do estado para ampliar a fábrica de Serrinha.  Investimentos de três milhões e oitocentos mil reais, com a possibilidade de criar duzentos novos empregos diretos, que vão se somar aos outros duzentos já criados pela empresa.

A diretora de desenvolvimento de negócios, Laís Maciel informa que a perspectiva é ainda mais animadora.  Novos projetos vão garantir a geração de mais de dois mil novos postos de trabalho no segmento calçadista baiano.

VEJA OPORTUNIDADES E VAGAS DE EMPREGO.