Simões Filho: MPT realiza audiência com Prefeitura e APMI


Simões Filho
Foto: reprodução

Na manhã desta segunda-feira 20, após manifestação realizada por ex-funcionários do Hospital de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, foi realizada uma audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT- BA) na capital baiana. A reunião entre as partes ocorreu por volta das 10h, com o objetivo de tentar solucionar o problema da falta de pagamento aos trabalhadores que prestaram serviço a empresa terceirizada Associação de Proteção à Maternidade e a Infância de Castro Alves (APMI).

A audiência reuniu representantes MPT, da empresa APMI,  da Prefeitura da cidade e uma  Comissão de ex-servidores.

Após audiência o Prefeito Diógenes Tolentino concedeu entrevista a diversos veículos de comunicação local e disse que “a reunião,  transcorreu de forma favorável, em relação ao planejamento que foi feito, e que desta maneira, o primeiro passo foi dado para que os ex-funcionários da APMI recebam o salário do mês de dezembro/2019”, informou o gestor.

Dinha disse ainda que,  a preocupação da Prefeitura é garantir o direito dos trabalhadores e nesse sentido, o Procurador Geral Jarbas Magalhães estava tomando as medidas cabíveis para solucionar o problema.

“O doutor Jarbas Magalhães, solicitou essa audiência para que o Ministério Público do Trabalho pudesse arbitrar e garantir que um acordo firmado entre a APMI  e a Prefeitura seja cumprido e o direito dos trabalhadores sejam garantidos”, salientou Dinha.

O prefeito assegurou ainda que enviará um comunicado oficial explicando todos os detalhes do que foi definido na audiência para os ex-funcionários que estão prejudicados sem receber o salário de dezembro e foram demitidos sem aviso prévio e até o momento continuam sem dar baixas nas carteiras de trabalho, e sem receber as parcelas rescisórias.

Vale ressaltar que atualmente a administração do Hospital Municipal de Simões Filho, está sendo feita pela Fundação da Associação Baiana de Medicina que assumiu a unidade no dia 01 de janeiro e vem buscando aos poucos otimizar o atendimento e os serviços de saúde prestados na unidade hospitalar.